sábado, 13 de setembro de 2008

Choro porque dói

Mar de sal inunda a face
traduz a dor bem marcada
No semblante, e na alma
Passageira, mas intensa

Mar de sal arde os olhos
Fere mais no sentimento
inundam, as ondas, e rugem
no peito ferido que sangra

Mar de sal que se mostra
sem vergonha da fraqueza
sem pudor, ao mundo revela
decepção, traição, solidão

Mar de sal, mas sal é vida
e vida é feita de sentir
intenso, amargo, bruto
profunda linha de lágrimas

2 comentários:

pequenasdigressoes disse...

Lágrimas são salgadas como as águas do mar...
No mar, o sal alimenta vida, mantém o equilíbrio de um ecossistema complexo.
No rosto, o sal faz despertar também a vida, embora a dor seja a sua mola propulsora...
Cada lágrima que cai de tristeza faz renascer na gente a certeza do que nos traz alegria...
Que o seu sabor salgado nos sirva pra isso, então: nos lembrar o quanto doce pode ser a vida...
E que busquemos essa doçura, cada dia mais, ainda que precisemos de longas e dolorosas lágrimas...
E um dia, riremos de cada lágrima... um dia vamos perceber o quanto elas foram importantes, o quanto nos fizeram mais e mais fortes...
Alane

Andreia Santana disse...

Então vamos celebrar cada lágrima, pois ela é prenúncio de gozo. É isso amiga!