domingo, 11 de maio de 2008

O que o destino afasta...

Seu orgulho impede
Que a mim você peça perdão
Meu orgulho me impede
as minhas desculpas te dar

Sua cegueira impede
que a mim você compreenda
Minha cegueira me impede
te aceitar sem restrição

Seu mundo interior me afasta
o meu te tranca por fora
entre nós, infelizmente,
existe uma grande barreira
maior que a muralha da China
mais forte que diamante
mais afiada que as palavras
das brigas inconciliáveis.

2 comentários:

Matheus disse...

Muito bom mamae, mas vc devia deixar eu ler alto, pq eu deixo vc fazer isso isso. Vc ta cada dia mais poética, e eu te amo muito, muuuuuitooooooo!!!!! Continue assim, certo? Ok?

ari donato disse...

Muito bonito, Andreia, parabéns!