quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Diálogo

"Amanhã não será tão bom"
diz o grande lobo ferido
"Não importa, será amanhã"
responde a menina fada
"Nem todo dia é igual
alguns são melhores
outros apenas são dias
sem pressa, sem identidade
passam e somem na memória
há os que vale a pena guardar
outros são pura história
mas todos tecem a vida
feito o galo daquele poema
e em fila arrumados, os dias
alternam os seus humores
bom, ruim, leve, pesado
e nós, pequenos mortais
dançamos a sua valsa
e ouvimos a sinfonia:
eterno renascer do tempo".

Um comentário:

Wanessa Guimarães disse...

Embate, luta... lidar com a rotina, lidar com o tempo, comum a todos... dia-a-dia! Um dia após o outro e eterno recomeço. Na mão dos dias compomos a vida, e com suas marcas compõe a nossa memória...