terça-feira, 18 de março de 2008

Lamento do pássaro triste

Cortaram-me as asas
sem forças para cantar: emudeci
levaram-me a alma
faltam-me versos
perdi as palavras

Morreu meu canto
perdido, sem rumo
componho notas mudas
sempre desafinado
sem letra, sem música, sem nada

Vago á toa
buscando rimas
anseio me reencontrar.

Andreia Santana

2 comentários:

Alane disse...

fico ansiosa aguardando a poesia que vai falar de felicidade, de brilho, de luz.. da alegria de viver, dos sonhos, planos.. das coisas boas da vida pelas quais vale a pena viver... cá estou, ansiosa...

Andreia Santana disse...

Poesia é o estado de espírito do poeta e digamos que o poeta anda com o estado de espírito nublado. E felicidade não dá ibope. "Tristeza não tem fim, felicidade sim".